A Palavra do Pároco: Instrumentos do perdão!

 

Perdoa quem experimentou o perdão em sua vida. A sensação, o alívio, a cura e a libertação da misericórdia sentida na própria vida faz com que a pessoa, pela graça divina, peça perdão, perdoe e se confesse pecadora.


A liturgia nos apresenta Deus infinitamente misericordioso, sem limites em seu perdão. Ele é bondoso, compassivo e carinhoso. Seu perdão sempre ultrapassa a justiça humana. 


O Evangelho fala da dívida de uma imensa fortuna do empregado e que o Patrão perdoou, mostrando Deus que ultrapassa e surpreende ao perdoar sempre. O mesmo empregado, que recebeu o perdão, não foi capaz de perdoar seu semelhante que lhe devia tão somente algumas moedas. Como Deus não é egoísta, as pessoas também não podem sê-lo. Jesus, ao ensinar o Pai Nosso, diz: "Pai, perdoai-nos assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido". A medida está em nossas mãos!


Perdoar nossos irmãos! Eis um grande desafio a ser alcançado com a ajuda de Deus. Rezar e rezar muito. O caminho, por mais doloroso que seja, precisa ser percorrido. Além da oração, jejum, lágrimas e pranto. O pecado dos pecados consiste em negar o perdão a outrem.


Pedro, conhecedor da tradição rabínica, propôs a Jesus perdoar uma pessoa sete vezes. Jesus, porém, propõem a Pedro um perdão sem limites.


O caminho para o Céu passa pela misericórdia e pelo perdão. Pensar no fim e abandonar toda iniquidade, toda maldade e tudo que desagrada a Deus. Que seja o final de semana do abraço do perdão. Por fim, peçamos perdão, perdoemos e sejamos instrumentos do perdão.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

+ Notícias
Please reload

Redes Sociais
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter ícone social
Siga
Please reload

  • w-facebook
  • YouTube - White Circle

© 2012 -Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos | Cascavel - PR. -  TODOS OS DIREITOS RESERVADOS